UCT Digital

Home » UCT Digital » Notícias » Tarifa mais barata passa na frente na hora de atrair mais passageiros

notícias

22/11/2017

Tarifa mais barata passa na frente na hora de atrair mais passageiros

A maioria dos passageiros (62,4%) voltaria a usar transporte público caso houvesse redução de tarifa. O dado aparece no levantamento “Mobilidade da População Urbana 2017”, da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU) e da Confederação Nacional do Transporte (CNT).

Para se ter uma ideia, no estudo de 2006, os passageiros estavam mais interessados em conforto e viagens mais rápidas. Ao comparar a coleta de dados, nota-se o impacto da recessão econômica na percepção do usuário de transporte.

A pesquisa também aponta que as viagens para o trabalho ainda são maioria (53,3%), seguido por “fazer compras” (13,7%) e estudos (9,7%).

Segundo a NTU, programas de lazer e cultura provavelmente não atingiram índices significativos porque a coleta de informações levou em consideração somente os dias úteis.

E por falar no período de segunda a sexta, 59% realizam deslocamentos nessa faixa de dias da semana e 11,6% utilizam o transporte público entre três e quatro dias da semana.

Entre os modais mais utilizados estão: ônibus (45,2%), carro próprio (22,2%) e locomoção a pé (21,5%). A pesquisa ainda aponta que andar a pé é o hábito mais utilizado pelas classes C e D/E, a mais atingida pela crise econômica.

Para 30,3% dos entrevistados, a atual oferta de serviço do sistema é muito limitada. O transporte público aparece em quarto lugar (12,4%) na lista dos principais problemas sociais, atrás apenas de segurança (67,8%), saúde (51,5%) e desemprego (36,6%).