UCT Digital

Home » UCT Digital » Notícias » Estudo revela relação entre infraestrutura rodoviária e acidentes de trânsito

notícias

06/06/2018

Estudo revela relação entre infraestrutura rodoviária e acidentes de trânsito

A  infraestrutura de uma rodovia pode contribuir para que acidentes ocorram. Um estudo da Confederação Nacional do Transporte (CNT) mostra essa conclusão em números.

Nos trechos com avaliação positiva de pavimento, a gravidade dos acidentes aumenta quando as condições de sinalização da via pioram, por exemplo.

A sinalização deficiente é responsável pelo maior número de mortes. Nos trechos com sinalização considerada péssima, são 13,0 mortes a cada 100 acidentes (+52,9%). Onde a sinalização é ótima, o número cai para 8,5.

Outros dados:

  • 47,7% dos acidentes e das mortes ocorrem em trechos com problemas de pintura da faixa central (desgastada ou inexistente). Onde há problemas na pintura lateral, há uma concentração de 49,5% dos acidentes com vítimas e de 53,5% das mortes;
  • ausência de placa de limite de velocidade dobra o risco de morte. Onde as placas são ausentes, o índice de mortes por 10 km de extensão é de 19,9. Onde elas são presentes, cai para 10,2;
  • trechos com placas ilegíveis aumentam em 19,6% a chance de óbitos por acidentes em relação aos locais onde elas estão legíveis;
  • rodovias com traçado ruim matam mais. Nos trechos em que a geometria da via é considerada ótima (33,5 acidentes por 10 km de extensão), há mais acidentes do que os locais onde é péssima (7,3 acidentes por 10 km de extensão).
  • entretanto, o índice de mortes é bem maior onde o traçado é péssimo. Nas rodovias em que a geometria é péssima, são 13,3 mortes por 100 acidentes. Nas ótimas, são 7,0.

Por outro lado, trechos com pavimento ótimos ou bons concentram acidentes mais graves. Rodovias com pavimento ótimo têm 11,2 mortes a cada 100 acidentes. Em rodovias com pavimento péssimo, são 7,7 óbitos. A explicação para isso é que, nestas rodovias, o motorista tende a aumentar a velocidade do veículo durante o deslocamento.

No entanto, os fatores que contribuem para redução destes números são fiscalização mais ampla e regular e, principalmente, melhores condições das estradas.

Para saber mais, clique em “Acidentes Rodoviários e a Infraestrutura”.