UCT Digital

Home » UCT Digital » Colunistas » Gratidão, generosidade e gentileza

Colunistas

26/12/2017
Gratidão, generosidade e gentileza

Vanessa Gil

Três palavras para se despedir de 2017 e saudar o ano que se aproxima. Entrelaçadas para o sucesso.

O comportamento humano é dinâmico. As emoções influenciam diretamente nossa vida e o funcionamento do nosso corpo.

Neurocientistas americanos, brasileiros e suíços têm estudado os efeitos da gratidão e da generosidade na vida das pessoas. Pode apostar: as descobertas são muito empolgantes.

Nosso cérebro tem um mecanismo de recompensas que nos faz sentir prazer na vida.

Quando algo de positivo acontece, fruto de um resultado produzido por nós, a gratidão entra em ação e nos sentimos gratos e orgulhosos.

Para os cientistas, as emoções, como a gratidão, ativam nosso mecanismo de recompensa, e, segundo eles, as ações das outras pessoas são capazes de ativar a gratidão em nós.

Só de pensar numa boa ação do outro, direcionada a nós, já se produz felicidade!

Mas o que leva alguém a ser generoso?

Esta questão é estudada há milênios por filósofos, psicólogos e economistas. A revista Nature Communications mostrou que cientistas suíços relacionaram a generosidade à felicidade. Como?

Os pesquisadores separaram os participantes em dois grupos. Um gastaria a quantia em dinheiro, uma vez na semana, durante um mês, para benefício próprio. Já o outro gastaria o mesmo valor com outra pessoa.

Analisando a atividade cerebral, os pesquisadores descobriram áreas do cérebro ligadas ao altruísmo e ao comportamento social, à felicidade e uma terceira, envolvida na tomada de decisões.

Elas foram ativadas gerando felicidade nas pessoas que, generosamente, dividiram o dinheiro/momentos, com outra pessoa.

Pelo visto, a gentileza é um reflexo do nosso estado mental.

Se temos dificuldade de ceder o lugar no trânsito e de dar bom dia quando entramos em um ambiente, estamos dizendo silenciosamente que não estamos bem.

Ser gentil é um espelho da nossa saúde e humor. Promover a gentileza em todas as áreas das nossas vidas, reduz a ansiedade e libera substâncias no sangue capazes de diminuírem nossa pressão arterial.

Todos nós temos planos e expectativas para o ano que se iniciará em breve. Mas, lembre-se que as mudanças bem-sucedidas começam primeiramente em nós.

Gentileza gera gentileza, além de saúde. Gratidão e generosidade caminham lado a lado.

Boa caminhada para nós!

Fontes:

http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/ciencia-e-saude/2017/07/11/interna_ciencia_saude,608852/praticar-atos-de-generosidade-traz-felicidade-ao-homem.shtml

http://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2016/01/expressar-gratidao-pode-mudar-seu-cerebro.html

http://www2.uol.com.br/vivermente/artigos/gratidao_e_felicidade.html

20170115_201445_resized
Vanessa Gil

*Vanessa Gil é psicóloga e doutoranda em Ciências do Cuidado em Saúde pela Universidade Federal Fluminense (UFF), com o foco em Saúde do Trabalhador e Doenças Ocupacionais. É professora convidada de Pós-graduação da Escola de Enfermagem Aurora Afonso Costa – UFF. É também autora de livros e relatora de trabalhos internacionais, com a temática “motorista de ônibus”.