UCT Digital

Home » UCT Digital » Blog UCT » Entrevista: o novo treinamento para uso de elevadores em ônibus

blog UCT

30/08/2018

Entrevista: o novo treinamento para uso de elevadores em ônibus



Quase 30 educadores são capacitados em turma piloto

“A nossa demanda atual é capacitar mais de 12.000 motoristas de linhas intermunicipais e dar sequência aos treinamentos dos novos motoristas que entram, o tempo todo, nas empresas de ônibus, distribuídas pelo Estado.”

A Universidade Corporativa do Transporte (UCT) dá o pontapé inicial no treinamento de motoristas e educadores para operação de elevadores de acessibilidade nos ônibus.

No dia 30 de agosto, foi lançada uma turma-piloto no Sest Senat São Gonçalo, em parceria com a fabricante de plataformas elevatórias FocaBraun. Participaram quase 30 educadores das empresas de ônibus filiadas ao Setrerj.

O objetivo é auxiliar as empresas do setor no estado do Rio de Janeiro, desde o momento da parada do ônibus até a segura acomodação do cliente-passageiro.

A ação educacional surge diante das exigências da portaria do Detro, nº 1.391, de 2 de maio de 2018. Ela obriga a fixação da certificação dos profissionais que dirigem os ônibus intermunicipais na utilização do elevador de acessibilidade. Esta regulamentação ainda irá passar por uma reformulação.

Conversamos com o coordenador do Programa da UCT, João Rodolfo, para dar mais detalhes sobre a iniciativa.

1) Quais são os principais pontos dessa portaria?

João Rodolfo – Segundo a portaria, os veículos de transporte público coletivo intermunicipal de passageiros precisarão ter um adesivo exposto, informando que o condutor do ônibus está capacitado para operar o elevador de acessibilidade.

Além disso, o condutor profissional deverá portar uma certificação (tipo uma carteirinha), com os dados dessa capacitação (data da conclusão, fabricante e modelo do equipamento capacitado, responsável pelo curso etc.).

A norma da ABNT NBR 15646:2016 estabelece que o responsável por esse tipo de certificação seja o fabricante ou agente autorizado. Por isso, a UCT busca uma parceria com os fabricantes que forneçam equipamentos utilizados no estado do Rio de Janeiro, por exemplo, empresas como FocaBraun, Ortobrás e Palfinger.

A ideia é que elas possam treinar agentes autorizados, ou seja, educadores das empresas de ônibus e dos sindicatos e, também, das unidades do Sest Senat.

A nossa demanda atual é capacitar mais de 12.000 motoristas de linhas intermunicipais e dar sequência aos treinamentos dos novos motoristas que entram, o tempo todo, nas empresas de ônibus, distribuídas pelo Estado.

Periodicamente, a Federação enviará ao Detro/RJ um relatório dos condutores capacitados e os responsáveis por este treinamento.

2) Quem são os envolvidos nesse Projeto?

JR – São eles:

* O Detro/RJ (Departamento de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro), que regulamentou a lei e fiscalizará as empresas quanto ao cumprimento da mesma.

* A Fetranspor (Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro), por meio da Universidade Corporativa do Transporte, elo entre os envolvidos no projeto, a fim de estimular o cumprimento da lei, estruturando a logística para a aplicação do Programa e acompanhando a implementação de todo o processo,por meio da disponibilização do sistema de gestão (PGA – Plataforma de Gestão da Aprendizagem), de modo a prestar contas sobre a implementação ao Detro/RJ.

* Os sindicatos patronais (Sinterj, Sindpass, TransÔnibus, Setransduc, Rio Ônibus, Setransol e Setranspass), que auxiliarão a Federação na divulgação e logística de todo o processo para as empresas a eles associadas.

* O Sest Senat (Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte), que atuará como parceiro na disponibilização de espaço físico (sala de aula e pátio) e de profissionais, que também serão preparados e certificados como “agentes autorizados” na multiplicação dos conteúdos para os condutores das empresas.

* As empresas de ônibus que possuem linhas intermunicipais, responsáveis pelo cumprimento da lei em questão, indicarão a equipe de multiplicadores e fornecerão ônibus com elevador nas marcas e modelos necessários, e escala de trabalho dos condutores, necessária para a formação de turmas, visando a operacionalizar a capacitação em conformidade com os prazos definidos na legislação.

* Os fabricantes dos equipamentos (FocaBraun, Ortobrás e Palfinger), que, por exigência da Norma da ABNT NBR 15646, são os responsáveis por formarem os educadores do Sest Senat, da UCT e/ou das empresas, a fim de que estes se tornem os agentes autorizados na certificação dos motoristas.

3) A quem se destina o treinamento para uso de elevadores nos ônibus?

JR – Nesse primeiro momento, as fabricantes vão certificar os educadores das empresas, dos sindicatos e das unidades do Sest Senat.

Depois, as empresas optarão por capacitarem seus motoristas da forma que mais for conveniente, seja na garagem, ou em uma unidade do Sest Senat mais próxima. Quanto aos educadores, poderão ser da própria empresa, ou dos sindicatos, ou do Sest Senat, sendo que esses precisarão ter a certificação dos fabricantes, como agentes autorizados para capacitação.

4) Como vai funcionar o treinamento para as empresas de ônibus que usam tipos diferentes de elevadores?

JR – A empresa que possui veículos com plataformas elevatórias de mais de um fabricante, precisará encaminhar seus educadores em cada um dos treinamentos, que os fornecedores aplicarão em datas diferentes.

O educador que receber o treinamento Foca, por exemplo, não poderá certificar os motoristas de sua empresa no elevador Ortobrás. Ele precisará ter a habilitação dos dois fabricantes.

5) Qual a ementa dos cursos?

JR – Os fornecedores concordam com uma carga Horária de 4h (para o curso de cada fabricante), contendo os seguintes tópicos:

I. Introdução

  1. Normas 15570 e 15646 (itens de acessibilidade)
  2. Práticas de ensino (no caso do curso para educadores) e atendimento a cliente com mobilidade (no caso do curso para motoristas)
  3. Apresentação

1.  Identificação dos componentes da plataforma

2. Características técnicas

3. Controle de Comandos

III. Operação

  1. Princípio de funcionamento
  2. Precauções antes da operação
  3. Posicionamento do usuário
  4. Procedimento de operação
  5. Procedimento de operação em caso de falha no sistema elétrico

6) Quais são os fabricantes e modelos presentes no estado do Rio de Janeiro?

JR – Fabricante Ortobrás:

– Modelo AUT 1100 – Automático

– Modelo SAN 1100 – Semiautomático

– Modelo SAU 900 – Bagageiro

Fabricante Foca:

– Modelo AT – Automático Eletropneumático

– Modelo SL-SAP – Semiautomático Eletropneumático

– Modelo SL-ATH – Automático Eletro-Hidráulico

– Modelo SL-SAH – Semiautomático Eletro-Hidráulico

– Modelo OA-SAH – Bagageiro Semiautomático Hidráulico

Fabricante Palfinger:

– Modelo PLU2.5A – Automático

– Modelo PPU-3.0S – Semiautomático

– Modelo DPM – Dispositivo de Poltrona Móvel

Motoristas e educadores participam de treinamento sobre uso de elevadores da fabricante Foca
Motoristas e educadores participam de treinamento sobre o uso de elevadores da fabricante Foca – Divulgação UCT

7) Qual a programação de cursos do fabricante Foca para agentes autorizados para capacitação?

JR – As datas foram distribuídas por unidades do Sest Senat:

* Unidade: Sest Senat São Gonçalo (Rodovia Amaral Peixoto, km 07, Zona Urbana do 1º Distrito de São Gonçalo – Tribobó)

Dia 13/09 (quinta-feira)

Dia 25/09 (terça-feira)

* Unidade: Sest Senat Duque de Caxias (Estrada do Boitatá, 449, Chácaras Arcampo – Duque de Caxias)

Dia 27/09 (quinta-feira)

Dia 02/10 (terça-feira)

Dia 04/10 (quinta-feira)

* Unidade: Sest Senat Campos dos Goytacazes (Avenida Doutor Nilo Peçanha, n° 614/822 – Parque Santo Amaro)

Dia 09/10 (terça-feira)

* Unidade: Sest Senat Barra Mansa (Rua Severino Sareta, n° 05 – Barbará)

Dia 16/10 (terça-feira)

* Unidade: Sest Senat Deodoro (Estrada do Camboatá, nº 135 – Deodoro)

Dia 18/10 (quinta-feira)

Dia 23/10 (terça-feira)

Dia 25/10 (quinta-feira)

Todas essas datas contemplam curso da fabricante Foca. As inscrições dos educadores serão feitas pela PGA. Quanto aos outros fornecedores, ainda será fechado um cronograma. CONSULTE OS NÚMEROS DAS TURMAS AQUI.

8) Qual o prazo para que todos os treinamentos sejam concluídos?

JR – Agosto/2019 será o prazo final para que todos os condutores de linhas intermunicipais sejam capacitados em todo o estado do Rio de Janeiro, sendo que teremos uma meta de pelo menos 1.500 motoristas para treinarmos, por mês, a partir de outubro/2018.

9) Quem certificará o motorista em caso de perda do certificado?

JR – O educador que aplicou o treinamento é quem certificará o motorista. Embora o Sest Senat, sindicato ou empresa de ônibus imprimam o certificado, quem terá os dados informados no documento e sua assinatura é o educador.

Caso o condutor perca a carteira, terá que recorrer ao educador para que o mesmo assine uma nova, com a data em que ocorreu o treinamento. Cabe à empresa estipular uma ação educativa para casos de reincidência da perda da certificação.

Caso não haja mais a possibilidade do educador preencher e assinar uma nova certificação, o motorista terá que realizar um novo curso.

10) Cursos já realizados por educadores das empresas terão validade?

JR – Não. Pela norma atual, apenas fabricantes e agentes autorizados podem aplicar o curso. Caso o educador não tenha uma certificação do fornecedor que o habilite como agente autorizado, os seus treinamentos não terão validades para esta Portaria.

11) Como fazer em casos como saída e indisponibilidade de educadores da empresa?

JR – É possível recorrer ao sindicato ou à unidade do Sest Senat mais próxima para capacitar seus novos motoristas, caso o educador capacitado pelo fornecedor esteja impossibilitado ou saia da empresa.

12) Como proceder em caso de novos modelos de elevadores que não estejam contemplados neste atual treinamento?

JR – Ao instalar um novo modelo, o fabricante deve aplicar o treinamento, certificando seus educadores a serem agentes autorizados para capacitação.

13) Como serão feitos o controle e a comunicação ao Detro sobre os treinandos?

JR – O responsável por capacitar os motoristas (sejam Sest Senat, sindicato ou empresa) deverá registrar na PGA os dados de cada turma, aluno e educador na certificação dos motoristas. O Detro/RJ terá acesso às informações de todo o Estado por meio deste sistema: pga.uct-fetranspor.com.br.

Contato em caso de dúvidas: acesse o Manual do usuário ou envie e-mail para pga@uct-fetranspor.com.br!

14) O que acontece com a empresa de ônibus que não participar do treinamento?

JR – Segundo o artigo 3º da Portaria do Detro, o descumprimento submete o infrator à aplicação da multa prevista no código disciplinar dos serviços de transporte rodoviário intermunicipal de passageiros.

15) A quem recorrer em caso de dúvidas sobre este Programa de ensino?

JR – Entre em contato com o seu sindicato ou com a Universidade Corporativa do Transporte (UCT): João Rodolfo, coordenador do programa, pelo e-mail: joao.sousa@fetranspor.com.br.

Os mais lidos