UCT Digital

Home » UCT Digital » Blog UCT » Desafios da mobilidade urbana na atualidade

blog UCT

08/05/2018

Desafios da mobilidade urbana na atualidade



Jeniffer Elaina - formada em Marketing, com pós-graduação em Administração de Empresas na FGV

O Rio de Janeiro é a cidade brasileira em que mais se gasta tempo no trânsito. Conseguir melhorar essa situação e outros problemas são os desafios da mobilidade urbana.

Sair de casa para algumas pessoas pode ser uma tortura, principalmente quando é preciso se deslocar por grandes distâncias, sendo este um dos desafios da mobilidade urbana.

Um estudo realizado pelo Conselho de Infraestrutura da Confederação Nacional da Indústria (CNI) apontou o tempo gasto durante o deslocamento.

Quem mora em uma grande metrópole perde cerca de uma hora e quatro minutos para realizar um trajeto diário. Já em uma cidade média esse tempo cai para cerca de 31 minutos.

Essa demora pode ocorrer por diferentes fatores: trânsito congestionado, ausência de transporte público adequado, necessidade de percorrer longas distâncias para se chegar ao destino e falta de investimento no setor.

Já o estudo TomTom Traffic Inde realizou um levantamento entre 390 cidades do mundo e apontou as que possuem os piores trânsitos.

O estudo analisa o tempo gasto a mais no trânsito em comparação se as vias estivessem livres. A Cidade do México apareceu em primeiro lugar no ranking, mas os municípios brasileiros também foram citados.

Em 8º lugar apareceu o Rio de Janeiro, com 81% de tempo gasto a mais no trânsito em horários de pico. Salvador apareceu em 28º com 70%, Recife em 43º com 37%. A cidade de São Paulo ficou com a 71ª posição e um nível de congestionamento de 30%.

O grande número de carros particulares agrava o congestionamento, entretanto, a falta de investimento em transporte público e as altas tarifas contribuem para o maior número de veículos nas ruas.

Os desafios da mobilidade urbana e as soluções

Com cada vez mais carros nas ruas é preciso pensar em soluções que visem minimizar o trânsito e ao mesmo tempo contribuir com a menor emissão de dióxido de carbono. Entre as soluções para os desafios da mobilidade urbana estão:

Uso de bicicletas

As bicicletas são um meio rápido e limpo de transporte já adotadas em muitos países. Entretanto, para que possa haver um maior número de ciclistas é preciso que haja investimento em ciclovias e a criação de pontos de aluguel.

Aplicativos de transporte

Os aplicativos de transporte têm se mostrado uma alternativa ao transporte público e aos táxis. Muitas pessoas têm deixado os seus veículos em casa e usado aplicativos como Uber, Cabify e 99pop.

Eles possuem um valor mais acessível que o táxi, evitam gastos com estacionamento e possuem um grande número de carros atendendo. Tanto que o seu funcionamento foi recentemente regulamentado.

Investimento em transporte público

O transporte público precisa ser melhorado, pois dessa forma as pessoas poderiam deixar os carros em casa e usufruir dele.

É necessário que sejam implementadas mais linhas de ônibus e que a frota aumente para atender a população.

Além disso, deve-se investir em outros meios de transporte, como o metrô. São poucas as capitais brasileiras que contam com ele ou com trens.

O BRT também tem se mostrado vantajoso quando a ideia é percorrer longas distâncias em um menor espaço de tempo.

A organização do espaço também deve ser levada em consideração, sendo necessário criar micropolos onde as pessoas possam morar, estudar, trabalhar e ter acesso aos serviços sem que precisem percorrer longas distâncias.

Todos os desafios da mobilidade urbana só poderão ser combatidos quando houver interesse e investimentos para que as melhorias sejam realizadas.

Os mais lidos